Conheça também outros projetos da ABIVIDRO:

Prefeitura de SP inaugura segunda central de triagem de resíduos sólidos na cidade

julho 18, 2014 1 Comentário »
Prefeitura de SP inaugura segunda central de triagem de resíduos sólidos na cidade

Até 2016 outras duas centrais devem ser instaladas, nos bairros de Vila Maria e São Mateus

A prefeitura de São Paulo inaugurou nesta semana a segunda central mecanizada de triagem de resíduos sólidos da cidade, no bairro de Santo Amaro, zona sul. O novo equipamento foi batizado de Central Mecanizada de Triagem Carolina Maria de Jesus, em homenagem à catadora e escritora Carolina de Jesus.

Desenvolvendo um processo mecanizado pioneiro na América Latina, a central processa cerca de 250 toneladas de recicláveis por dia. Com a nova unidade e investimentos em cooperativas, a capacidade de reciclagem na cidade chega a 7%, o triplo da competência anterior.

A primeira central foi inaugurada no mês passado no bairro de Ponte Pequena, região central, e também tem capacidade de processar 250 toneladas de resíduos por dia.

“Nós damos um salto de qualidade com a inauguração destas duas centrais mecanizadas. Nossa capacidade de processamento passa a beirar 750 a 800 toneladas por dia. Então, se nós separarmos o lixo seco e enviarmos às centrais, nós poderemos reaproveitar este material, e o meio ambiente agradece”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

Coleta Seletiva

Com a instalação da nova central de triagem,  a coleta seletiva será ampliada ainda este ano para mais oito distritos: Campo Limpo, Capão Redondo, Pedreira, Cidade Dutra, Grajaú, Ermelino Matarazzo, Ponte Rasa e Jardim São Luis.

Atualmente, 75 bairros da cidade são atendidos com a coleta seletiva e a meta é que, até 2016, todos os 96 sejam beneficiados com o serviço.

Sobre a nova Central

A construção da nova central e a instalação dos equipamentos receberam investimentos de R$ 33 milhões. As obras foram custeadas pela empresa Ecourbis, uma das concessionárias da coleta de lixo da capital, responsável pelas zonas leste e sul.

O local tem área de 4.800 metros quadrados e emprega inicialmente 62 membros da Cooperativa de Coleta Seletiva de Capela do Socorro (Coopercaps).

A operação será feita em um turno diário de sete horas, de segunda-feira a sábado, inclusive feriados, com mínimo de 42 trabalhadores, entre operadores de equipamentos, mecânicos, eletricistas e membros das cooperativas de catadores de materiais recicláveis.

A estimativa de receita líquida mensal da venda dos materiais processados é de R$ 1,6 milhão.

Até 2016, mais duas centrais mecanizadas serão instaladas em São Paulo, nos bairros de Vila Maria e em São Mateus. Com isso, a cidade deve atingir a marca de 1.250 toneladas processadas por dia.

Outra meta da prefeitura até 2016 é aumentar o percentual de coleta seletiva em São Paulo de 2% para 10%.

Fonte: Prefeitura de São Paulo
Foto: Fábio Arantes/ Secom 

central2

Um Comentário

  1. tania 19 de novembro de 2014 at 13:42 - Reply

    Boa tarde, como neu faço para vender lixo seletivo?

Publique seu comentário

Posts Relacionados