Conheça também outros projetos da ABIVIDRO:

Projeto Coleta de Embalagens Pós-Consumo

Abril 30, 2012 Deixe seu comentário »
Projeto Coleta de Embalagens Pós-Consumo

PROJETO COLETA DE EMBALAGENS PÓS-CONSUMO
“DÊ A MÃO PARA O FUTURO”
– SANTA CATARINA – BRASIL-

Se você pensar nos produtos que consome todo dia, em casa, na rua, no trabalho, vai se lembrar que tudo vem da Natureza. Mas as embalagens que envolvem esses produtos vão para o lixo após o uso. Afinal, o descarte faz parte de nossa cultura.
São latinhas de alumínio, papéis, papelão, garrafas de vidro e uma infinidade de plásticos de todos os tipos, formatos, tamanhos e densidades.
Esses materiais podem ser reciclados, mas infelizmente grande parte acaba nos aterros sanitários, poluindo as cidades e gerando um custo ambiental altíssimo, que todos nós já estamos pagando.
O Projeto ”DÊ A MÃO PARA O FUTURO”, uma iniciativa da ABIHPEC e da Fundação Banco do Brasil, visa a geração de trabalho e renda por meio da profissionalização da coleta de materiais recicláveis com responsabilidade sócio ambiental.
A idéia é simples: através do conceito de responsabilidade compartilhada, unimos as prefeituras, indústrias, comércio, consumidores, associações e cooperativas de catadores para fazer da coleta seletiva um negócio sustentável e lucrativo.

O Projeto “DÊ A MÃO PARA O FUTURO” foi implantado em 4 municípios de Santa Catarina: Florianópolis, Joinville, Blumenau e São Bento do Sul.

Para a escolha dos municípios a serem contemplados pelo projeto foram estabelecidos alguns critérios como: compromisso da prefeitura, compromisso da cooperativa/associação e se estava legalmente constituída, infra-estrutura básica, sistema de coleta de lixo.

330 catadores participam do projeto
1320 beneficiários indiretos

O Projeto: “DÊ A MÃO PARA O FUTURO”
– Qualificou 80% dos catadores e está trabalhando para:
– Aumentar em 45% o volume de material reciclável coletado
– Aumentar a renda dos catadores em, no mínimo 30%
– Aumentar em 15% a geração de trabalho

Como?
– Fortaleceu a infra-estrutura das associações e cooperativas através da compra de equipamentos como prensas, esteiras, balanças, carrinhos para fardos e caminhão.

– Realizou a capacitação dos catadores para a utilização adequada das tecnologias necessárias à atividade, visão de negócio e sustentabilidade. O SENAC foi a entidade escolhida para realizar a capacitação e a construção dos planos de gestão.

– Realizou ampla divulgação do projeto nos municipios com o propósito de conscientizar a população da importância de separar e entregar os seus materiais recicláveis para a coleta seletiva.

– As prefeituras forneceram a infra-estrutura física, disponibilizando galpões e implantando, ampliando ou melhorando a coleta seletiva e destinando estes materiais para as associações e cooperativas.

– As associações e cooperativas são responsáveis pela separação, triagem e descaracterização das embalagens e sua comercialização.

Inclusão Social, Educação Ambiental, Gestão Empresarial e atitude são os ingredientes desta receita inteligente para a destinação correta das embalagens pós-consumo.
MELHOR TRABALHO E RENDA PARA OS CATADORES.
MAIS QUALIDADE DE VIDA PARA TODOS.

Publique seu comentário

Posts Relacionados