Conheça também outros projetos da ABIVIDRO:

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

junho 24, 2013 Deixe seu comentário »
Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

A biblioteca na Holanda é aberta ao mundo e traz uma proposta inovadora para os amantes da literatura

Na cidade de Spijkenisse, próximo de Roterdão na Holanda, a empresa MVRDV sentiu a necessidade de pensar em uma biblioteca pública que convidasse o público a leitura de forma agradável e confortável. Com a internet e com as livrarias digitais, criar um projeto que chamasse os visitantes para a biblioteca era ainda mais difícil.

A empresa se deparou com uma pequena área disponível para a construção da biblioteca e por isso optou em uma construção em altura, com cinco andares em um telhado inclinado que permite o máximo de aproveitamento do espaço. Além disso, a divisão do espaço interior foi realizada em duas partes principais: as zonas fechadas e a zona de leitura e exposição dos livros.

As primeiras estão organizadas no centro do edifício, sobrepondo-se dentro dos cinco andares e criando uma forma inusitada devido às diferentes dimensões de cada espaço. O ambiente de exposição dos livros está disposto nos terraços de cada andar e consiste numa extensão de 3.205 metros de estantes, com um total de 70 mil livros e com espaço para mais 80 mil. Ao forrarem as paredes dos terraços com estantes, criaram uma montanha de livros que pode ser vista do exterior através das grandes vidraças que constituem o revestimento do edifício.

Os livros e revistas foram segmentados por temas e distribuídos organizadamente pelo local. As escadas em espiral tornam a circulação mais agradável e fácil permitindo maior mobilidade de um local para o outro.

Porém, o grande destaque deste empreendimento são os revestimentos em vidro e a sua sustentabilidade energética. O edifício funciona como uma redoma de vidro, lembrando muito a uma estufa, pois garante um clima agradável para os visitantes em qualquer estação do ano.

No inverno, os vidros duplos garantem o aquecimento subterrâneo e os sistemas de aquecimento espalhados pela biblioteca, no verão os vidros se abrem permitindo uma boa ventilação natural e evitam que o ambiente se aqueça em demasia.

Durante a noite a parte da biblioteca permanece aberta, estando iluminada tanto no interior como no exterior, mantendo a visibilidade nos dois sentidos e tornando a zona mais envolvente e inovadora.

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

Uma biblioteca inusitada de vidro no alto de uma montanha

Para conhecer mais sobre este projeto, acesse o website da MVRDV.

Fonte: Obvious Magazine

Publique seu comentário

Posts Relacionados