Conheça também outros projetos da ABIVIDRO:

Vendas do setor vitivinícola crescem no primeiro semestre

agosto 13, 2015 Deixe seu comentário »
Vendas do setor vitivinícola crescem no primeiro semestre

Aumento foi de 4,6 % em relação ao ano passado

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN) mostram que as vendas dos produtos vitivinícolas no mercado interno cresceram no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período de 2014.

Superando um período de estabilidade na comercialização desses produtos e apesar do momento econômico de retração em diversos segmentos do país, os vinhos, sucos, espumantes e outros produtos derivados da uva registraram um crescimento de 4,6%

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo do IBRAVIN Moacir Mazzarollo, a visibilidade dos produtos vitivinícolas brasileiros com a divulgação na mídia nacional impulsionaram a comercialização no primeiro semestre.

“Tivemos a divulgação em nível nacional de diversas pesquisas científicas que comprovam os benefícios dos derivados da uva para a saúde e observamos um aumento nas vendas a partir disso”, afirma. Para Mazzarollo, outro motivo que impulsionou as vendas foi a alta do dólar, que limitou a entrada de produtos importados e, consequentemente, aumentou a procura pelo vinho nacional.

O presidente do Sindicato da Indústria do Vinho, do Mosto de Uva, dos Vinagres e Bebidas Derivados da Uva e do Vinho do Rio Grande do Sul (SINDIVINHO), Gilberto Pedrucci, enaltece a mudança de comportamento dos consumidores em relação aos produtos vitivinícolas nacionais, que resulta em números positivos mesmo num cenário econômico pouco favorável. “O consumidor tem se mostrado cada vez mais receptivo ao vinho brasileiro e está percebendo a relação custo-benefício dos nossos produtos. Tenho observado uma certa seleção natural e uma acomodação no mercado de vinhos, com alguns importadores que não estavam tão preparados, deixando de atuar, e da consolidação de vinícolas brasileiras com produtos cada vez melhores e mais competitivos”, comenta.

Fonte: ABRE
Foto: Uol Economia

Publique seu comentário

Posts Relacionados